O dia em que aprendi a trabalhar com o meu "​To do List"​ e meus e-mails


Foi em uma sexta-feira, no dia 2 de Agosto, por volta das sete e meia da noite, estávamos nos preparando para mais uma gravação do Café com Comprador.


O entrevistado do dia era Adriano Conceição, Head de compras da Edenred.


A entrevista aconteceu em uma das salas de reuniões localizada próxima a Marginal Pinheiros, enquanto eu preparava os equipamentos para filmagem, Douglas explicava o formato da nossa entrevista ao entrevistado.


Com o objetivo de levar o melhor conteúdo ao internauta, sempre prezo pelas imagens e áudio das entrevistas, prestando muita atenção nos equipamentos.


Tudo pronto, luz, câmera, ação.


A experiência de Adriano Conceição era visível, as explicações que foram dadas durante a entrevista claramente faziam parte do dia a dia dele.


Como também sou comprador, acompanho de "camarote" as entrevistas, e tenho acesso a diversos "insights", muitos deles levo comigo na atual empresa onde trabalho.


Foi quando em uma parte da entrevista, Adriano Conceição forneceu uma dica ao comprador referente ao trabalho desenvolvido com inteligência, e o trabalho desenvolvido com correria.


A dica foi simples e direta, ele disse:


"Prioriza, em primeiro lugar, segundo lugar você prioriza, e terceiro lugar você prioriza."


Foi quando minha atenção as câmeras foram desviadas e meu foco voltou-se totalmente ao conteúdo da entrevista.


Após essa dica, Adriano Conceição menciona o famoso to do list, e cita exemplos de prioridades no dia a dia do comprador.


Ao terminar a entrevista, desligamos os equipamentos, e geralmente neste tempo "batemos um papo" mais descontraído com o entrevistado.


Tive que voltar ao assunto To do list com Adriano Conceição, após cinco minutos de conversa ele me fez a pergunta que motivou-me a mudar a minha rotina de trabalho:


"Ruy, suas prioridades são os seus emails ou as suas prioridades são resolver os problemas e as pendências de sua área? A urgência e emergência esta nos seus e-mails?"


Foi quando perguntei a ele:


"Mas espera aí, tem que ler e-mail, quantas vezes você lê seus e-mails por dia?"


E recebi a resposta tão simples e direta, como a dica fornecida ao comprador refente ao trabalho desenvolvido com inteligência ou correria:


"Ruy, duas vezes é o suficiente, uma de manhã e outra de tarde."


Na segunda-feira seguinte comecei a aplicar a tal rotina, foco no to do list, e-mail duas vezes ao dia.


Obviamente que um e-mail ou outro é urgente, mas pela simplicidade em ler o título, e ver o remetente, antes de abrir o e-mail nota-se o que é urgente e o que não é tão urgente.


Dois meses se passaram com a nova rotina adotada, e até o presente momento imagino o por que não adotei essa rotina antes.


E você, prioriza mais o seu e-mail ou o seu to do list?




Para assistir a entrevista com Adriano Conceição, clique aqui



Ruy Magalhães




Café com Comprador

Fique antenado