top of page

Indicadores Estratégicos de Compras


Em um mundo cada vez mais volátil, onde dados se transformam em vantagem competitiva e a excelência operacional é alcançada por meio de uma gestão inteligente e estratégica, a ideia é compartilhar os principais indicadores estratégicos, como são calculados, quais as ações que podemos tomar com base nos dados e desbravar novas possibilidades para direcionar a área de Compras, para tomar as ações em busca de reduções de custos ou impactos no negócio.


Avaliar de forma aprofundada os principais indicadores de suprimentos, analisando sua importância estratégica e apresentando tópicos relevantes que abrangem, desde o retorno sobre investimento (ROI) até a evolução de preços e produtividade de compra.

1. Custo de Suprimentos (ROI):

É uma métrica essencial para avaliar a eficácia dos investimentos realizados no departamento de Suprimentos, fornecendo uma visão clara do impacto financeiro das atividades de compras e permitindo a adoção de medidas corretivas ou de aprimoramento para impulsionar o desempenho da organização;


2. Pesquisa de Satisfação:

Este processo tem um papel essencial na área de Suprimentos, permitindo uma compreensão aprofundada das percepções e expectativas dos clientes internos e externos, onde as empresas podem direcionar suas ações para melhorar continuamente a experiência de suprimentos, fortalecer parcerias e impulsionar a eficiência e eficácia dos processos de aquisição. Afinal, a satisfação do cliente é o caminho para o sucesso sustentável no universo dos suprimentos;


3. Desenvolvimento das Pessoas:

O principal sucesso de qualquer negócio estão nas pessoas, onde Investir no aprimoramento das habilidades e competências dos colaboradores resulta em equipes mais engajadas, eficientes e preparadas para enfrentar os desafios do suprimento, pois ao priorizar o desenvolvimento profissional, as empresas fortalecem sua capacidade de inovação, retenção de talentos, tomada de decisão e alcance de resultados superiores no âmbito das atividades de compras;


4. Impacto Realizado & Orçamento:

Ter um processo de acompanhamento, avaliando de perto os impactos no que foi realizado e o orçamento, são elementos-chave para a eficácia e eficiência do departamento de Suprimentos, onde ao avaliar o retorno obtido pelos investimentos e gerenciar o orçamento de forma estratégica, as organizações podem tomar decisões mais embasadas, impulsionar a excelência operacional e alcançar resultados superiores no âmbito das atividades de compras e gestão de recursos;

5. Avaliação de Riscos e Fornecedores:

Nenhuma empresa existe sem ter fornecedores, sendo um componente crítico da gestão eficaz do departamento de Suprimentos, pois ele envolve a análise e a avaliação cuidadosa dos riscos associados às atividades de aquisição, bem como a seleção e monitoramento adequados dos fornecedores que fornecem produtos e serviços à organização. Ao identificar e mitigar riscos, bem como selecionar parceiros confiáveis, as organizações podem garantir a continuidade dos processos, minimizar falhas e maximizar o desempenho e a eficácia das atividades de suprimentos;


6. Saving:

Um dos principais indicadores de Suprimentos em qualquer empresa é o saving, sendo um indicador-chave, onde busca a economia de recursos por meio de práticas eficientes de aquisição e gestão, e ao adotar estratégias para redução de custos e maximização do valor obtido, as organizações podem otimizar suas operações, fortalecer suas finanças e obter vantagens competitivas no mercado;


7. Evolução de Preços:

A evolução de preços desempenha um papel crucial na gestão de suprimentos, pois ao acompanhar e analisar as variações de preços ao longo do tempo, as organizações podem tomar decisões mais estratégicas, antecipar riscos financeiros, identificar oportunidades de economia e garantir a sustentabilidade e eficiência das atividades de compras e gestão de fornecedores;


8. Produtividade de Compras:

Ao adotar práticas eficientes, otimizar processos, buscar parcerias estratégicas e promover a satisfação dos stakeholders, as organizações podem alcançar resultados superiores, reduzir custos, aumentar a qualidade dos produtos e serviços adquiridos e impulsionar a excelência operacional em suas atividades de compras. Um ponto que vem crescendo cada vez mais são as automações e os RPA´s que vem retirando atividades operacionais, aumentando a produtividade e direcionando os compradores para processos mais estratégicos.




Texto escrito por José Herculano Santos | 26/05/2023.

Os artigos assinados são de responsabilidade exclusiva dos autores e não refletem, necessariamente, a opinião do Café com Comprador e de seus editores.

Comments


bottom of page