top of page

Farol APX com os destaques da semana 34 (De 19 a 25 de agosto)



Petróleo: sauditas estão cortando? Bem, EUA está produzindo cada vez mais – 19/Ago

Investing – A produção de petróleo dos EUA atinge máximas de três anos por duas semanas, apesar de uma queda de 15% nas sondas de perfuração.

A melhoria da eficiência da produção e os avanços tecnológicos levam a uma maior produção.

O aumento das exportações de petróleo bruto dos EUA também contribui para a influência no mercado global.

De todas as notícias que despertaram o interesse dos traders de petróleo nesta semana, a que realmente bateu à frente foi provavelmente a revelação da EIA, de que a produção de petróleo bruto dos EUA atingiu máximas de três anos – pela segunda semana consecutiva.



Diesel: preço elevado e estoque baixo causam preocupação para a economia mundial – 20/Ago

Bloomberg Línea – Combustível usado para o transporte, para o aquecimento e para a geração de energia enfrenta escassez de produção à medida que o Hemisfério Norte se aproxima do período de maior consumo

Em qualquer outro momento da história, o estado atual do mercado global de diesel teria causado pânico em alguns países. Em todo o mundo, os preços do combustível estão extremamente elevados em relação ao petróleo bruto do qual é derivado, indicando uma escassez que deveria alarmar governos obcecados pela inflação em todos os lugares. E em poucos meses, o Hemisfério Norte entrará no inverno, aumentando a demanda por aquecimento.



Rússia mantém posição como principal fornecedor de petróleo da China – 21/Ago

Oil Price – A China importou uma média de 1,9 milhão de barris de petróleo por dia da Rússia em julho, um aumento de 13% ao ano.

A Rússia ultrapassou a Arábia Saudita como maior fornecedor de petróleo da China no primeiro semestre de 2023 e manteve a pole position em julho.

As importações chinesas de petróleo caíram em julho em comparação com o mês anterior, com as importações russas e sauditas seguindo o exemplo.



Entrada da Arábia Saudita reforçaria poder dos Brics, diz ‘idealizador’ do bloco – 21/Ago

Bloomberg – Adicionar países ao bloco conhecido como BRICS terá importância econômica se a Arábia Saudita for um deles, mas, caso contrário, é difícil ver o sentido, afirmou Jim O’Neill, um economista proeminente e veterano do Goldman Sachs (GS) a quem é atribuída a criação do acrônimo que define o grupo.

“Eu acredito que a entrada deles – que imagino que incluirá a Arábia Saudita se alguém estiver ingressando – é algo bastante significativo”, disse em entrevista à Bloomberg Television nesta segunda-feira (21).

A expansão da adesão ao BRICS está no topo da agenda para a cúpula que está sendo organizada nesta semana pela África do Sul, na capital comercial do país, Johannesburg.

Mais de 20 candidaturas formais para ingressar foram recebidas e o presidente Cyril Ramaphosa formalmente apoiou no domingo (20) à noite o objetivo de expandir o grupo.



O que esperar da Cúpula dos BRICS desta semana – 20/Ago

Oil Price – Os líderes do BRICS pretendem estabelecer um contrapeso à hegemonia ocidental, promovendo uma ordem mundial revista. As discussões abrangerão a possível expansão do BRICS com várias nações interessadas, o fortalecimento dos laços com a África e o papel do Novo Banco de Desenvolvimento nas finanças globais. A mudança climática, embora significativa, pode não ser o foco central da cúpula, já que os países do BRICS afirmam que o Ocidente rico tem mais responsabilidade pelo aquecimento global.






Já aqui no Brasil, o consumidor segue tenso com as restrições na oferta de diesel causada pela nova política de preços da Petrobras que ainda não ficou clara ao mercado.







Segue resumo da PPI desta segunda 21/Ago:


Este é um resumo das principais notícias desta semana 34 para o mercado internacional do petróleo.


Venha tomar um café com a gente e fique bem informado!




Texto escrito por Alex Ponce | 22/08/2023, fundador da APX Energy , com página no Instagram @apx_energy_brazil e é colunista do Café com Comprador.

Os artigos assinados são de responsabilidade exclusiva dos autores e não refletem, necessariamente, a opinião do Café com Comprador e de seus editores.

Comments


bottom of page