top of page

Farol APX: Análise do Mercado (22 a 26 de maio de 2023)



Na semana passada, dia 17/05, tivemos uma redução expressiva nas refinarias Petrobras para gasolina e diesel, além do GLP, o famoso gás de cozinha. O consumidor como sempre, fica se perguntando quando este repasse chegará nas bombas.


Com base nisso, pensamos em trazer aos seguidores do Café com Comprador, um artigo para demonstrar as últimas variações dos principais combustíveis no mercado brasileiro, dando um foco adicional ao óleo diesel, produto de maior consumo no mercado brasileiro.


ÓLEO DIESEL S-10

Gráfico 1: histórico do diesel S10 na refinaria Petrobrás de Paulínia (EXA). Fonte: site da Cia.


Podemos reparar que o diesel vem caindo forte nas refinarias desde o início do ano e na última quarta-feira (17/05), tivemos o maior repasse da Petrobras no ano, chegando a uma queda de mais de 12% no diesel A.


No acumulado de 2023, temos um decréscimo de -R$ 1,4834/LT ou -32,6%.

Gráfico 2: variação diesel S10 média revendedor final divulgado pela ANP. Fonte: ANP.


Podemos notar no gráfico acima que os repasses pela Petrobras no corrente ano, estão chegando até o consumidor final. No Sudeste, por exemplo, o diesel S10 sai de uma média de R$ 5,76/LT para R$ 5,51/LT. Representando uma redução de 4,4%. Vale lembrar que nesta divulgação ainda não foi possível computar a forte queda de 17/05 devido ao curto espaço de tempo entre o levantamento e o repasse dos postos. Porém, teremos essa percepção nas próximas divulgações pela agência.


PETRÓLEO BRENT

Gráfico 3: variação petróleo Brent na semana. Fonte: site Investing.com foto 23/05/2023 – 22h.


O petróleo tipo Brent vem experimentando novos ganhos na semana com foco maior na economia chinesa e dados da OPEP sobre projeções do mercado para os próximos meses.


Conforme dados divulgados pela Reuters, os preços do petróleo subiram nesta terça-feira, (23/05) com perspectiva de um mercado de gasolina mais apertado e diante de um alerta do ministro da Energia saudita aos especuladores que levantaram a possibilidade de novos cortes de produção pela Opep+. O petróleo Brent subiu 0,85 dólar, ou 1,1%, para 76,84 dólares o barril, enquanto o petróleo nos Estados Unidos (WTI) fechou em 72,91 dólares o barril, alta de 0,86 dólar, ou 1,2%. Ambos os contratos de referência ampliaram os ganhos para cerca de 2% nas negociações pós-mercado, depois que números do Instituto Americano do Petróleo (API, na sigla em inglês) mostraram uma grande queda nos estoques de petróleo e gasolina na semana passada, segundo fontes de mercado.


Diante de vários fatores que estão pressionando o mercado no momento, o petróleo mantém certa estabilidade, mas gostaria de deixar alguns pontos de atenção aos nossos amigos de compras para ficarem de olho:


Fator de alta:

- Reunião da OPEP+ agendada para o início de junho de 2023.


Fator de baixa:

- Risco de inadimplência nos mercados dos EUA.




Texto escrito por Alex Ponce | 23/05/2023, fundador da APX Energy , com página no Instagram @apx_energy_brazil e é colunista do Café com Comprador.

Os artigos assinados são de responsabilidade exclusiva dos autores e não refletem, necessariamente, a opinião do Café com Comprador e de seus editores.

Comments


bottom of page