top of page

Desafios de Fazer Mais com Menos - Como modelos de OPEX podem ajudar neste grande desafio



Quantas vezes ouvimos em solicitações de clientes que necessitam de atendimento de curtíssimo prazo... (hoje para amanhã ou de hoje de manhã para hoje de tarde) e os envolvidos na entrega soltam a clássica frase:

“Está pensando que aqui é uma padaria/pastelaria ?


A pressão por entregas no curto prazo é sempre motivo de desafios operacionais.


Se pararmos para refletir o quanto trabalhoso é, ter uma estação de trabalho para um profissional produzir.


Vamos lá, inicialmente se faz necessário um time de TI, um RH, Compras, Juridico, Financeiro, Fiscal, Logistica (ufa! Quanta gente!) e quando, se houve dizer que todos estes personagens/departamentos envolvidos tem os seus tempos de retorno também conhecidos como SLA’s, e que se somados muitas vezes ultrapassam 15 dias, 30 dias, 60 dias, 90 dias..


Alguém se identificou com tal contexto?


Não vamos esquecer que temos que dar um tempinho para os fornecedores retornarem com as propostas, avançando um pouco mais nesta reflexão, é possível concluir que o processo é caro, e mais, isto é apenas o começo.


Por que depois de passar por todos os envolvidos e conseguir colocar o pedido para o fornecedor, temos algo fora do nosso controle que é a vida de outros CNPjs envolvidos na operação.


Quando se recebe o equipamento e tudo dando certo, existem entradas fiscais/ativação, testes de funcionamento/problemas, voltas com fornecedor, notas de devolução, chamados de garantia.


Realmente é bastante gente e atores envolvidos para que se tenha um simples notebook para o colaborador produzir, e fica ainda a pergunta, será que este é o modelo mais inteligente?


O que acontece se a empresa necessita aumentar seu time em um curto espaço de tempo?

Fazemos um estoque de maquinas?

Contratamos os profissionais e alugamos de forma emergencial equipamentos?


Muitas possibilidades, sim é muito dinheiro envolvido também, equipamentos estocados, compras emergências, profissionais parados.


Quem já teve a experiência de andar em um Uber Black, ônibus de leito ou até mesmo viajar em uma classe diferente da econômica?


Como seria ótimo você ter o conforto de mandar um e-mail para um parceiro de negócios que está preparado para atender na velocidade que a sua empresa precisa?


E mais, deixar todo este contexto apresentado para trás, que sonho!


Tenho defendido semanalmente para alguns C Levels, e mostrando para start-ups e grandes companhias, os benefícios e comodidade de usar recursos "financeiros e humanos" no Core do negócio, e deixar empresas com expertise simplificarem as suas vidas com atividades que não são fins, o ganho operacional e financeiro é garantido, e desafio você executivo, a abrir uma oportunidade das suas necessidades ,e sem custo nenhum apresentaremos como podemos agregar valor para o seu negócio, com o jargão também conhecido e muito utilizado onde provo que “Fazemos mais com menos”!

Se o seu negócio necessita de uma empresa ágil com um time-to-market que para muitos não é exequível. Aqui no Grupo TGT tornamos o que é impossível para alguns uma realidade, entregamos equipamentos corporativos com a qualidade e ótimo prazo.

Com o encerramento do ano, temos novos desafios e nas últimas semanas não foram diferentes, nosso time entregou mais de duzentos equipamentos e estamos preparados para novas entregas que estão em negociação.



Texto escrito por Alexandre Truffi do Grupo TGT


Os artigos assinados são de responsabilidade exclusiva dos autores e não refletem, necessariamente, a opinião do Café com Comprador e de seus editores.

Opmerkingen


bottom of page