Procurement gerando valor para a organização, principalmente em tempos de crise!



Quando a atual contingência pandêmica terminar, as empresas retornarão a um novo "normal". Para a área de Compras, grandes mudanças e desafios estão previstos, pois pela primeira vez na história, as cadeias de suprimentos terão sido fortemente afetadas globalmente.


Nesse retorno à "normalidade", a evolução do papel do comprador será mais do que nunca necessária . As empresas que ainda não realizaram sua "Transformação de Compras" serão forçadas a fazê-lo para poder restaurar o fornecimento e as operações em um novo contexto. A tendência que se desenvolveu a partir da abordagem em direção à criação de valor para os negócios, que muitas organizações de suprimentos ainda não foram capazes de alcançar, deve se tornar realidade.


Este artigo aborda a criação de valor em termos práticos, a fim de orientar profissionais e organizações de suprimentos em seu estabelecimento como parte do plano de recuperação da cadeia de suprimentos, uma prioridade atual para todas as empresas.


Da obtenção de Savings à criação de valor


Criação de valor não é um conceito novo. Com o surgimento dos modelos de gestão na década de 90, surgiu a metodologia Strategic Sourcing, visando atender às necessidades de negócios sob uma visão de custo total e valor agregado no longo prazo, influenciando estrategicamente os mercados de suprimentos. No entanto, a experiência e os estudos de consultorias mostram que muitas empresas mantêm uma abordagem transacional, tendo como objetivo único e principal os “savings”. As organizações maduras, que evoluíram para a contribuição de valor, destacam-se principalmente por dois diferenciadores: integração interna multifuncional com seus usuários e forte integração externa com seus fornecedores, respetivamente, sob novos níveis de relacionamento e esquemas de trabalho colaborativo, como ¨parceiros de negócios¨. As organizações que adotaram recentemente a transformação ainda estão em transição para a integração interna, enquanto as melhores empresas usam o gerenciamento estratégico de fornecedores como a principal fonte de valor, assumindo o papel de Compras para o próximo nível como gerador de novos modelos de negócios e receita para a empresa, sempre focados nas necessidades do cliente final.

Principais maneiras de criar valor a partir de compras


Criar valor implica aumentar a satisfação dos "Stakeholders" na equação de custo-benefício do que é recebido dos fornecedores, expandindo o escopo para incluir não apenas economias e eficiências no custo total, mas aspetos importantes como fluxo de caixa, renda, agilidade, minimização de riscos, sustentabilidade, inovação em HSE, entre outros. Entre as diferentes maneiras de gerar valor a partir de Compras, as 10 principalmente utilizadas são as seguintes:


1. Otimização do processo e sistemas de compras P2P: gerando eficiências e reduzindo custos de transação, liberando tempo e recursos para o trabalho estratégico em Gestão de Categorias.


2. Gestão eficiente de estoques: melhoria nos custos de aquisição, gerenciamento de estoques e cobertura de riscos, o que certamente trará mudanças em sua abordagem "just-in-time" depois de aprender com a contingência atual.


3. Redução do custo total de propriedade (TCO): use ferramentas de análise como TCO e Cost Breakdown para obter eficiências de custo, além da economia imediata de preços.


4. Gerenciamento de Riscos: minimizar estrategicamente os riscos de fornecimento, utilizando a Matriz de Riscos e gerando Planos de Continuidade de Negócios (BCP) com os fornecedores.


5. Integração interna multifuncional: comunicação e envolvimento prévio da equipe com os usuários, para definir necessidades funcionais, realizar análises de valor e aprimorar especificações, aumentando a competitividade em termos de opções, soluções e preços de fornecedores.


6. Integração externa com fornecedores: evolua das relações adversas para a colaboração e o gerenciamento estratégico com os principais fornecedores, utilizando métodos como o SRM (Supplier Relationship Management).


7. Inovação externa: alavancando o conhecimento dos fornecedores de seu setor e suas capacidades de P&D para trazer melhorias aos negócios, utilizando metodologias como "Design Thinking" e a filosofia de Agile, entre outras, que promovem a geração de novas ideias.


8. Lean Supply Chain: estenda a visão e o escopo de toda a cadeia de suprimentos, colaborando com os principais aliados internos e externos na eliminação de perdas e otimização de processos, por meio de métodos como Lean Six Sigma e TPM, entre outros.


9. Economia circular: qualifique e desenvolva fornecedores sustentáveis, trabalhando em colaboração com eles no uso eficiente dos recursos até a reciclagem.


10. Compreender e focar nas necessidades do cliente final: aproximar suprimentos e fornecedores do cliente ou consumidor final, entender suas necessidades e, a partir deles, desenvolver novos modelos de negócios e soluções que gerem renda.


Como estabelecer a criação de valor como uma disciplina na organização?


Para alterar o "conceito" e estabelecer uma abordagem estruturada e disciplinada da Criação de Valor que garanta resultados, recomenda-se:


- Definir objetivos e KPIs SMART relacionados ao valor, concentrando-se em algumas métricas altamente acionáveis ​​para não diluir esforços. Um sistema de medição que permita monitorar o progresso, reconhecer resultados e melhorá-los é essencial. A análise de causalidade é essencial para identificar lacunas, oportunidades e estabelecer planos de ação.


- Obtenha o apoio do conselho de administração para romper barreiras multifuncionais e alinhar toda a organização à criação de valor. O CPO deve desempenhar um papel fundamental nessa liderança e como consultor em decisões estratégicas de negócios.


- Fortalecer o relacionamento com fornecedores estratégicos e importantes, como principal alavanca para agregar valor ao negócio, lembrando que o impacto das compras no resultado em muitos setores pode chegar a 60-70%. Maximize o uso de metodologias como SRM para levar o relacionamento com os fornecedores para o próximo nível.


Embora a crise atual tenha criado impactos e duros e inesperados desafios na gestão das compras e cadeia de suprimentos,, ela também oferece uma oportunidade única para mostrarmos o valor estratégico que a área de Compras pode trazer para os negócios!


Agradecemos o texto gentilmente escrito por:



Café com Comprador

Fique antenado