top of page

Brent e WTI – O que são e qual a diferença entre eles?



Muito se ouve nas mídias e sites tradicionais, quando se referem ao mercado de petróleo, os termos “Brent e WTI”, então, enxergamos aqui, uma oportunidade de contextualizar esta pauta para que nenhum colega de compras ou seguidores da nossa comunidade, fiquem sem respostas ao serem indagados sobre o tema, ou não tenham a compreensão de fato da matéria para suas análises do dia a dia.


Bom, peço de antemão, que compartilhem este conteúdo com seus colegas de suprimentos e áreas que, de alguma forma, estão relacionadas ao assunto, pois informação que se compartilha, é conhecimento que se multiplica.


Pense no seguinte cenário: Você ouve na rádio ou na TV, que o petróleo tipo Brent caiu 10% e o WTI 12%. Então, você chega na empresa em que trabalha e diz que o óleo diesel e a gasolina podem reduzir nos próximos dias devido a queda do petróleo.


Daí te perguntam? Poxa que legal, mas qual a diferença de Brent e WTI, e complementam, o que significa Brent e WTI?


Bora contextualizar o tema para nunca mais esquecermos.


WTI (West Texas Intermediate) x BRENT


Essas duas siglas, que normalmente acompanham a cotação do petróleo, indicam a origem do óleo e o mercado onde ele é negociado. O petróleo Brent foi batizado assim porque era extraído de uma base da Shell chamada Brent. Atualmente, a palavra Brent designa todo o petróleo extraído no Mar do Norte e comercializado na Bolsa de Londres.


A cotação Brent é referência para os mercados europeu e asiático. Já o petróleo WTI tem o nome derivado de West Texas Intermediate. West Texas é a principal região petrolífera dos Estados Unidos, e o óleo WTI é aquele vendido pelos intermediários do West Texas.


Ele é negociado na Bolsa de Nova York e sua cotação é referência para o mercado norte-americano. (Site IPEA, acesso em Dez/2022).


Vamos então, analisar 5 diferenças entre eles:


  1. Local de Extração;

  2. Composição;

  3. Influências Geopolíticas;

  4. Bolsa de Negociação;

  5. Precificação.



1. Local de Extração



2. Composição


Quando o óleo tem um baixo teor de enxofre, é conhecido como óleo "doce". A gravidade do “American Petroleum Institute” (API) refere-se à densidade do óleo – medida em uma escala de dez a 70. Quanto maior o número, menos denso o óleo. Os óleos doces leves fluem mais livremente à temperatura ambiente, tornando-os mais fáceis e baratos de refinar. (Site ig.com, acesso em Dez/2022).


Complementando, quanto mais leve (grau API) e doce (menor teor de enxofre), além de menor custo no refino, se obtém produtos de maior valor agregado, como: GLP, gasolina, querosene de aviação, nafta e diesel.



3. Influências Geopolíticas


O estado político dos países produtores de petróleo tem um impacto significativo na produção e no preço da commodity. Quando se trata de óleos brutos, como Brent e WTI, os comerciantes devem ficar de olho no clima político nas regiões da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP) e nos EUA. Uma enorme mudança política na América do Norte, por exemplo, afetaria o WTI mais do que o petróleo Brent, e a disseminação entre o WTI e o Brent provavelmente aumentaria. (Site ig.com, acesso em Dez/2022).



4. Bolsa de Negociação


O petróleo é negociado em bolsas, assim como as ações, mas elas são negociadas na forma de benchmarks de petróleo. Isso permite que os comerciantes identifiquem rapidamente a qualidade e o local de perfuração do petróleo que estão comprando e vendendo.


Você pode acompanhar as cotações do Brent em: Brent Crude Oil Price - Investing.com


O site é da Investing com dados originados das bolsas citadas acima (ICE e NYMEX).



5. Precificação


Embora existam algumas correlações na composição e uso, todos os óleos brutos não têm preços iguais. A diferença entre o preço à vista do petróleo Brent e do WTI é chamada de spread Brent/WTI. Fatores relacionados à oferta e demanda, incluindo interrupções de produção e influências geopolíticas, podem ampliar a disseminação.


Um exemplo disso seria a Primavera Árabe em 2011, que provocou temores de redução da oferta de petróleo Brent. O preço à vista atingiu US $ 126,65 em abril daquele ano, enquanto o WTI foi precificado em US $ 112,79.


Outro exemplo é a guerra de preços do petróleo de 2020 entre a Rússia e a Arábia Saudita, conhecida como o crash da OPEP. O petróleo Brent despencou para US $ 33,36 (queda de 24%) e os preços do petróleo nos EUA caíram para US $ 27,34 (queda de cerca de 34%). Logo depois, a pandemia de coronavírus provocou uma crise de armazenamento de petróleo, que fez com que o petróleo dos EUA caísse de US $ 18,00 o barril para -US $ 38,00. Esta foi a primeira vez na história que o preço do petróleo caiu para um valor negativo. (Oilprice, Reuters e ig.com – acesso em Dez/2022).



CONCLUSÃO


Notamos então que, assim como qualquer outra commodity no mundo, o petróleo possui um benchmarking de precificação no mercado global. Onde para óleos leves e maior valor agregado, temos o WTI para o mercado americano e o Brent para praticamente o resto do mercado mundial, como por exemplo, à Petrobrás, na precificação do petróleo produzido e exportado pelo Brasil. Mas, e quanto ao petróleo considerado bruto e pesado? Para estes, temos como benchmarks, o petróleo bruto de Dubai e o petróleo bruto de Omã.


Para criação deste artigo, utilizamos parte dos dados que julgamos bem contextualizados das seguintes fontes: ipea, Ivesting, Oil price, ig e Reuters.




Texto escrito por Alex Ponce | 11/12/2022, fundador da APX Energy , com página no Instagram @apx_energy_brazil e é colunista do Café com Comprador.

Os artigos assinados são de responsabilidade exclusiva dos autores e não refletem, necessariamente, a opinião do Café com Comprador e de seus editores.

Comentarii


bottom of page