Retrospectiva do Petróleo em 2021



Gráfico com a variação mensal do Petróleo tipo Brent – benchmark para grande parte do comércio internacional.


Na retrospectiva de 2021 para o barril de petróleo, temos a vacinação eficaz contra o Corona vírus como principal fator que reflete na diminuição das restrições e retomada da economia. Tal retomada causa um choque entre oferta e demanda por energia, sendo a Europa a principal afetada. Algumas fábricas pelo continente interrompem a produção devido a inviabilidade ocasionada pelos custos recordes do Gás Natural. Uma das principais matérias-primas na produção de fertilizantes no leste europeu.


A China recorre ao carvão para atender sua ascendente demanda por energia. Desprezando a COP26 realizada em Glasgow na Escócia. A OPEP+ liderada por Arábia Saudita e Rússia havia coordenado o corte na produção de 10 milhões de barris por dia em Dez/20. Em 2021, com a retomada da demanda, pelos fatores citados, alinham a retomada da produção em 400 mil barris por dia. Porém, em alguns meses de 2021 o cartel não atinge tal volume, ficando próximo a 250.000 barris por dia, estressando ainda mais as cotações da commodity. Em Out/21 a retomada lenta da oferta eleva o barril do Brent a $83/bbl. O retorno a casa dos $70/bbl no final do ano, fica a cargo da variante Ômicron que deixa o mundo em cautela devido a sua alta taxa de contaminação. Somaram para esta queda no preço também, o alinhamento entre os maiores consumidores de petróleo do mundo para liberação de suas reservas de emergência.

Encerramos o primeiro mês de 2022 com o Brent já ultrapassando a barreira dos $90/bbl em alguns dias da semana.


Assunto para os próximos artigos.


https://apxenergy.com.br/


Escrito por Alex Ponce - APX ENERGY | 29.01.2022