top of page

O Estudo da Gestão de Compras no Aperfeiçoamento Profissional



Uma política de compra representa um conjunto de regulações que comportam o processo de aquisição de determinado produto ou serviço. As políticas colaboram para que administradores implementem estratégias nas organizações, sobre a estrutura alinhada às necessidades.


Na visão geral, para que tomadas de decisões sejam possíveis virarem opções, as políticas estratégicas de compras precisam ser justificadas, no que tangem orientações de processos, ajustes de pedidos, gestão de estoques, programação de agendas e mecanismos (apontados) a serviços.


Diversas multinacionais possuem políticas claras referentes a compras, para revisão e desenvolvimento de procedimentos para garantir coerência entre o que está em regulação, diretrizes de seus instrumentos e no tratamento aos usuários.


O Código de Defesa do Consumidor, o Código Civil, políticas de privacidade, a Lei Geral de Proteção de Dados, estatutos, regulamentos estabelecidos pelos setores, associações e sindicatos, existem diversas ferramentas de pontos de partida para políticas de compras. Para as contratações de execução de serviços são essenciais o conhecimento das políticas de compras, razoabilidade para fornecer visão elementar no processo de diretrizes e estratégias para a empresa.


Como o ciclo de compras é contínuo, a gestão de compras possui um detrimento processual onde inicia-se no recebimento e análise de requisições de compras, seleção de fornecedores, determinação dos preços, emissão de pedidos de compras, acompanhamento e garantia do cumprimento de prazos, recebimento e aceitação das mercadorias, aprovação de faturas para pagamentos aos fornecedores e volta no recebimento e análise das requisições de compras.

Transigindo níveis sobre funcionalidades para o cliente, entender sobre quantidade, produto e mercado é essencial para saber sobre qualidade, planejamento e o consumidor. A vida do ciclo de compras passa pela combinação da quantidade e preços, oferta e demanda, mas a necessidade de entendimento sobre o valor econômico de um produto no mercado, passa pela classificação de funcionalidade através do consumidor, ele dirá se o produto continua útil.


Quando se fala em produto, também refere-se a serviço. Produto e serviço são premissas básicas para administradores desenvolverem estratégias de mercado, melhores práticas de gestão e negócios, sustentabilidade financeira, entendimentos de consumo e mercado.


A gestão, fundamental para a área de compras, tem prerrogativas de transformar o setor em uma organização como incremento para a área comercial. Embora trabalhe dentro do setor, ligada muitas vezes com a de vendas, compras tem impacto perceptivo no estoque, armazenamento, relacionamento com fornecedores, etc.


Apesar da área de tecnologia compor estratégias de produtos, como uma inovação, transformação de processos e novos métodos de alcance do cliente, como no streaming, marketplace e na vitrine, o setor de compras é afetado diretamente pelo desenvolvimento tecnológico, engenharia, custos, resultados financeiros.


A gestão estratégica de compras funciona para que toda organização possui entendimento sobre suas aquisições, seja insumos, produtos, serviços, revendas. O setor adota em sua representação uma visão nos custos ponderados para quem reflitam em seu orçamento e tenha nos custos o principal ingrediente que o afete.

A relevância em seu gerenciamento passa na carteira de fornecedores e na gestão de suprimentos, logística, negociação com fornecedores. O objetivo na apresentação da visão de compras está na cobertura (por margem) financeira e nos impactos logísticos de produtos e processuais de serviços.


Outra ponte para uma identificação de melhor desenho da área, consta no compartilhamento de conhecimentos e informações com usuários internos da organização, habilitando-os para que conduzam atividades no processo de compras nos diversos setores em que ela impacta, identificando pontos para mudança, permitindo a busca por melhores resultados operacionais e estratégicos.


Um especialista de compras apresenta em seu portfólio de conhecimentos estratégias na gestão em projetos, categorização de fornecedores, administração de materiais, mas também diagnóstico de problemas relacionados à aquisição de bens e serviços, propondo soluções que atendam às demanda das organizações com preço justo, no tempo adequado e na quantidade certa. Então, não basta apenas gerir processos de compras, é preciso o entendimento interno de como se comportam e como adequar os serviços em conformidade com a governança corporativa.


A visão de mercado moderno para compras passa pelos estudos de casos, estudo de necessidades de setores e empresas de diferentes ramos, um bom material didático, excelência em uma marca e um processo de aprendizagem que case com o seu trabalho, principalmente em um método efetivo de aquisição de conhecimento.





Texto escrito por Thales Kroth | 14/09/2023, é sócio na Eu Acionista e é colunista do Café com Comprador.

Os artigos assinados são de responsabilidade exclusiva dos autores e não refletem, necessariamente, a opinião do Café com Comprador e de seus editores.

Comments


bottom of page