top of page

Comprador: Não pare com o cafezinho



Não existe uma fórmula mágica para ganhar bem e ganhar mais, é simplesmente ganhar. Se a busca promocional está baseada em fazer os melhores esforços, ser um bom funcionário, então a reciclagem utilizada através de cursos e programas não ensinou nada a você. E mesmo se você criar vantagem competitiva contra as pessoas que trabalham em cooperação está fazendo tudo errado. Ninguém é seu concorrente. Só você e sua vontade de consumir.


Quando você observa que a grama do seu vizinho é mais verde, não é porque ele trabalhou mais do que você, talvez seja porque você deixou de cuidar da sua. O bom senso e a prudência possuem valores significativos na vida de qualquer profissional, não será diferente com você. Avalie seu trabalho: você é bom, “bonzinho” ou o melhor que pode entregar? Você tem opções na mesa, faça a melhor escolha que é entregar o melhor serviço, no melhor prazo, mais rápido. Todo o resto acontece na gestão de pessoas, agora se você trabalha com pessoas o que você precisa melhorar? Comunicação, competências comportamentais e todo o resto. Se trabalha com produtos? Composição, níveis de riscos, logística, etc. Se for com serviços? Satisfação do cliente, pós-venda, melhores margens, etc e tal. Então, você precisa de conhecimento, valores e entrega. Como acontecerá a promoção? Como vou ganhar mais? Você saberá adiante.



O ser humano tem grandes dificuldades em associar quando está no jogo dos negócios pra ter uma grande oportunidade e quando está sendo testado para ocupar uma posição com maior responsabilidade. Pode para ser a mesma coisa, mas enquanto a primeira é para ser convidado ao programa de partnership a segunda é só para “tapar” buraco porque alguém se demitiu e você é apenas um funcionário “bonzinho” que colabora e entrega no prazo. Esse momento glamouroso não será definitivo, aí você terá que conquistar seu espaço para ser admirado por ser um “peixe grande” e não ser só sardinha.



No mercado financeiro, existem milhões de sardinhas. Você é uma delas? Não aguenta emoções, tem medo de tomar grandes riscos, não conseguem lidar com problemas e grandes responsabilidades, querem resultados “pra ontem” e promoções com seis meses de trabalho? Acho que você precisa pensar mais como dono. Só se destaca quem valoriza antecedentes e prioridades, mas você precisa saber que se seu chefe fez um pedido a você a três minutos atrás, essa não será a prioridade nesse momento, ao menos se for a única coisa que tem na planilha para fazer. É muito mais do que ter a visão 360º de um negócio. Em sua dinâmica em priorizar trabalhos, é entregar antes que a pessoa esperasse; surpreender; surpresa. As pessoas não são familiarizadas com grandes efeitos. Isso que você precisa: ser o funcionário inédito. Como um jornalista ou repórter em busca de uma grande notícia e um químico que pesquisa uma maneira de misturar componentes químicos e deseja uma descoberta, a sensibilidade por saber qual é o seu momento oportuno e aproveitá-lo.


Realmente, um cavalo não passará com a fivela e todos os apetrechos de montaria para você montá-lo toda segunda-feira em verdes campos na Itália, você precisa comprar as passagens, viajar para lá para comprá-lo. Isso que se chama de entrar no negócio de “pé e cabeça”. Por favor, não altere a ordem de associação: colocar o pé na cabeça, você pode ser mal interpretado e as coisas não saírem como deseja. Mantenha o foco, a resiliência para com o serviço e siga o combinado.


E o mais importante para a sua rotina nos negócios: seja confiável. Isso ressignifica a maneira e o comportamento inclusive em suas decisões de investimentos, seus projetos pessoais, suas aspirações na carreira, etc. Não corte o cafezinho. Aprenda a investir melhor. Se cortar tudo o que gosta, o prazer que terá no trabalho será escasso e não sobreviverá para contar a história para seus subordinados hierárquicos. Novamente: não pare de tomar seu cafezinho que faz com que se reúna no corredor com alguém com novas notícias, é ali que está uma margem para você ganhar influência na equipe e estar mais próximo de seus futuros liderados. Faça e bem feito!




Texto escrito por Thales Kroth | 04/07/2022, é sócio na Eu Acionista e é colunista do Café com Comprador.

Comments


bottom of page